Menu

O encontro da Igreja global

Cape Town 2010, o terceiro congresso do Movimento Lausanne, vai discutir a expansão do Reino de Deus no mundo pós-moderno.

 

Foi em 1974 que o reverendo Billy Graham reuniu pela primeira vez o Congresso Internacional de Evangelização Mundial na cidade suíça que deu nome ao encontro, Lausanne. A reunião, que atraiu mais de 2,7 mil líderes cristãos, representando 150 países – o Brasil, inclusive –, entrou para a história da Igreja ao apontar novos rumos para o pensamento teológico e o esforço de expansão do Reino de Deus. Ali consolidou-se a noção do Evangelho integral, enfatizando a necessidade de alcançar o ser humano para Cristo em todas as suas necessidades – espirituais, físicas e sociais. Quinze anos depois, foi a vez da capital filipina, Manila, hospedar Lausanne II, já com 4.300 participantes e 173 nações representadas. Agora, quase uma década depois da virada do milênio, o mundo protestante prepara-se para a terceira edição do congresso. Vem aí o Cape Town 2010, ou Lausanne III, o ponto culminante da agenda da Igreja mundial neste novo século. O cenário é a Cidade do Cabo, na África do Sul.

Cape Town 2010 será realizado entre os dias 16 e 25 de outubro do ano que vem, com o tema Deus em Cristo, reconciliando o mundo com ele mesmo, inspirado no texto de II Coríntios 5.19. Novos tempos, novas propostas. Segundo Doug Birdsall, presidente executivo do Movimento Lausanne, o evento deve reunir líderes eclesiásticos de 200 países. “Com os milhões de pessoas que poderão acompanhar tudo on-line, Lausanne III será um verdadeiro Conselho da Igreja global”, define. O congresso terá singularidades marcantes em relação aos antecessores. Além de ser o primeiro depois da falência do comunismo, vai discutir temas inimagináveis nos anos 1970 e 80, como choque de civilizações, conflitos étnicos, degradação ambiental e o impacto das novas tecnologias. “Precisamos estar envolvidos com as novas realidades”, sentencia Birdsall.

“O encontro de 1974 foi crucial para os esforços evangelísticos daquele momento. Mas as questões que se colocam na geração atual são radicalmente diferentes”, destaca o evangelista Billy Graham, fundador do Movimento Lausanne. Cape Town 2010 abordará principalmente três questões relativas à evangelização global. A primeira delas é a singularidade de Jesus em um mundo pós-moderno e pluralista, que pretende discutir as formas de incentivar a humanidade a enxergar Cristo como a resposta final para seus desafios. A segunda abordagem será acerca do problema da dor e do sofrimento, na qual serão debatidas as formas de a Igreja assumir a liderança na formulação de respostas à pobreza, ao terrorismo, às catástrofes naturais e à epidemia de Aids que se alastram pelo mundo.

 

Fé e prática – O terceiro tema na pauta de Lausanne III diz respeito diretamente à fé e prática dos crentes contemporâneos. Os delegados vão tentar encontrar soluções para a falta de maturidade espiritual e discipulado adequado na Igreja de hoje. De acordo com a organização, a ideia é analisar as causas da superficialidade do cristianismo pós-moderno e conduzir os servos de Cristo à maturidade espiritual. Para Michael Oh, presidente do Christ Bible Seminary e membro japonês do Comitê Administrativo Lausanne, existem momentos decisivos na história: “Acredito que Cape Town 2010 será um desses momentos para a minha geração”, avalia.

Para os veteranos de Lausanne-74, o momento de passar o bastão é motivo de júbilo. O teólogo britânico John Stott acredita que os atuais dirigentes do movimento compartilham o que chama de “espírito de Lausanne”: “Creio que Deus os usará para unir a Igreja na evangelização mundial.” Já Graham diz estar orando para que Deus abençoe todos os envolvidos na liderança e planejamento do megaevento de fé. “Confio que Deus usará o congresso da África do Sul para unir a Igreja em seu compromisso com o Evangelho – para a esperança do mundo e a glória do Senhor.”

A expectativa dos organizadores do III Congresso Internacional de Evangelização Mundial é reunir 4 mil participantes na Cidade do Cabo, que já estão sendo selecionados através de um comitê. Quem tiver interesse em saber mais sobre Cape Town 2010 pode acessar o site do Movimento Lausanne (www.lausanne.org), que também disponibiliza informativos regulares sobre o evento.

voltar ao topo